segunda-feira, 30 de abril de 2007

...na fronteira da inconsciência...


Quando temos vinte e cinco anos tudo nos parece simples, fácil, efémero, leve, intenso, belo e inconsequente.
As paixões são rápidas e devastadoras mas tudo passa com uma noite de copos, um ataque de choro e um suspiro mais profundo.
A vida aos vinte e cinco anos é cheia de possibilidades e por isso deixamos para trás pessoas importantes, porque há sempre mais pessoas, mais emoção.
É o tudo ou nada…até que um dia acordamos, olhamos para trás bem intencionados, mas inutilmente tentando perceber o que andámos a fazer.
O tempo passou mais depressa do que pensávamos e num instante temos trinta, depois trinta e cinco e já não vivemos cada dia como se fosse o último.
No entanto, como continuamos a ser a mesma e sempre a mesma pessoa, ainda sentimos cá dentro a mesma pulsão, a mesma vertigem, a mesma vontade de viver na fronteira da inconsciência, acordar e não pensar em nada, como se tivéssemos outra vez vinte e cinco anos, lindas de morrer e o mundo a nossos pés, uma super mulher que não se cansa, não envelhece e nunca morre.
Será assim tão errado pensar como eu?

Nota: Este post foi baseado nas palavras de um livro que li e gostei bastante, identifiquei-me tanto com elas que adaptei-as a mim…

12 comentários:

Menino Azul disse...

Mas acho que temos que acordar todo o dia gritando bom dia sol, hoje é o ultimo dia do resto da minha vida... porém no momento, ando entrando em uma crise, será o que? É que vejo certas coisas que não gostaria de ver, e por isso sofro, mas vamos la, amanha de novo, espero poder gritar um dia... quando isso ocorrer havera uma canção e nós saberemos.

Postei algo que te sirva em
http://labareta.blogspot.com/2007/01/ao-trmino-de-um-perodo-de-decadncia.html

Belzebu disse...

Eu não sou muito do tipo..oh tempo volta para trás! Tento é dar emoção a cada dia que passa, com imaginação, com criatividade e dando condimentos constantemente ao passar dos anos!

Saudações infernais!

Ana disse...

Eu penso que não é errado pensar assim mas... Quem sou eu para me manifestar?? Tenho apenas 22 aninhos...

mystic disse...

Como não é possivel fazer o tempo voltar para trás temos que aproveitar cada dia como se fosse o último. E a idade não conta, é preciso é não deixar morrer a criança que há em nós.

Gostei da imagem até é parecida ctg :)

Bjs

13 disse...

Viver cada minuto como se do último de tratasse...

Mixikó disse...

viver intensamente...porque o tempo passa depressa...

keridalindinha disse...

Um grande beijinho em ti!

Lua disse...

vamos lá ver se é desta que consigo postar um comment:) a minha net anda maluca:)

Não vejo mal nenhum teres essa maneira de viver a vida! e a idade não interfere nisso. Todos deviamos viver o dia-a-dia como se fosse o ultimo, deviamos aproveitar cada coisa que a vida nos dá e que na maior parte das vezes não damos valor!
Também acho que não deveriamos nos arrepender do passado, pq faz parte da vida aprender com os erros! e muitas das vezes esses erros não são erros mas sim caminhos para outras portas.

Beijinhos grandes

amigona avó e a neta princesa disse...

Cada momento deve ser bem vivido! Saudades...

Enfim... disse...

o melhor mesmo é aproveitar o tempo que temos para o aproveitar

Bjokas

Bom fim semana

o alquimista disse...

Extensa é a região da paixão, construí um diadema de pétalas com hortênsias de azul céu, celebrei-te na chegada com ramo das mais belas.


Doce beijo

cristóvão silva disse...

o que mais interessa é simplesmemente o sentir-se vivo , tanhamos nós 25 ou 95 anos:)