segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Raios partam a velhice!

Obrigada a todos pelos Parabéns e pelas melhoras da Anjinha. Hoje ainda tive de ficar em casa com ela, já não tem febre mas ainda está muito atacadita do nariz e hoje está rouca! Achei melhor ela não ir para o frio.

Entretanto queria partilhar convosco o amor que tenho pela minha avó materna ( a paterna já faleceu com 99 anos! ). Fez este mês 83 anos. Vivi até aos 10 anos com ela no Alentejo ( sim, sou alfacinha mas com costela alentejana :) ) e ela foi a minha segunda mãe...ou melhor...é a minha segunda mãe. Tem estado sempre benzito, claro que tem os seus achaques devido à idade mas tem estado bem.
Há 3 semanas atrás adoeceu nem se sabe bem com o quê, infecção urinária, ciática, enjoos...resumindo, deixou de poder estar sozinha em casa e a minha mãe foi até lá.
Entretanto chegou-se à conclusão que ela não poderia voltar a estar sozinha e teve-se que se tomar uma decisão...a ida para um lar.
Ela aceitou lindamente, acreditem, é uma Senhora de grande coração.
E no Sábado lá foi ela.
Ontem falei com ela e estava óptima, bem disposta, rodeada de amigas e familiares, já sabem que nas terras mais pequenas temos primos e primas, tios e tias por tudo quanto é lado :) e o melhor: já estava levantada, já não estava de cama.

Amigos e amigas, quem não seja apologista de lares e ache que são mal tratados desengane-se, é claro que tem de ser bem escolhido e estarmos sempre à coca...mas sabem, a minha mãe sempre disse e eu concordo com ela:
Quando somos pequenos necessitamos de ir para o infantário e nós mães sabemos o quanto às vezes isso nos custa, quando chegamos a velhinhos necessitamos de ir para um lar para que os nossos filhos continuem a fazer a sua vida...por muito que isso nos custe.

Amo-te avó!E a única coisa que me interessa é que estejas bem e feliz!

Doce Beijo

10 comentários:

Mona Lisa disse...

Olá S.

Adorei o teu post, tão terno!

A minha avó materna faleceu com 97 anos.
Infelizmente a minha mãe, com 82 ,não está muito bem.
O que lhe vale é o meu pai que ainda dá explicações de latim e vai escrevendo os poemas que publico.
Hoje, vou até Coimbra fazer-lhe um pouco de companhia.
Ahhhh...levo o pc.


O meu pai não tem nada publicado, nem quer. Diz sempre que só depois de morrer e se nós quisermos.

Hoje alonguei-me.

Bjs e as melhoras da Anjinha.

Olga disse...

Ainda bem que agora a tua avozinha está bem, e que vocês conseguiram um local onde a tratam bem. Os lares que eu conheço são todos horríveis... Mas sei que existem bons lares. A minha avó fez 80 este ano, fiz-lhe uma dedicatória no meu blogue juntamente com a minha mana (Patty) e gostei da dedicatória que fizeste à tua porque senti o carinho que tens por ela. Ainda bem que a tua menina já está melhor, de vez enquando pregam-nos umas partidas. Fiquei feliz por teres gostado do selo. Beijinhos.

Igraine disse...

Gostei mesmo deste post ;)

Leite AR é leite anti regurgitante... a minha filhota embora engorde bem bolsava muito, mas muito mesmo. Ontem segui o instinto, fui à farmácia e comprei uma lata desse leite. MA-RA-VI-LHA! Desde ontem que não bolsa e está muito bem dispostinha =)

Pinkk Candy disse...

olá, ainda bem que ela se está a adaptar bem =) os meus avós também estiveram no lar, e foram muito bem tratados =) no entanto, sei que nos custa sempre, vê-los envelhecer *.*

xoxo

Patty disse...

Olá, às vezes quando não temos outra hipótese, temos de colocar os nossos "velhinhos" em lares, ainda bem que ela está num que é bom, e é bem tratada, assim não está só.
Tens um desafio no meu blog.
Bjocas
Patty

Olhos Dourados disse...

Eu também não tenho nada contra os lares. É normal que com a vida que se leva hoje em dia não se tenha tanto tempo para cuidar dos familiares, dos pais, dos filhos. Mas claro, nunca abandonando.

by_Pureness disse...

=) que corra tudo bem.
Isso dos lares tem muito que se lhe diga, mas ainda bem que foi parar a um bom lar.
Talvez tenham razão, por vezes é o melhor...
Beijinhos :)

Rita G. disse...

Adorei o que escreveste:-) E ainda bem que a tua avó vê as coisas como elas são, eu tb não acho que os lares sejam algo mau, temos é de saber escolhê-los, é como tudo na vida. Bj:-)

Andreia disse...

Sabemos que há lares em que existem maus tratos por parte de alguns funcionários, mas porém existe outros que nem sequer há suspeitas disso, por exemplo, eu estagiei num lar de idosos e todos os dias mal entrava sentia-me tão bem, pois o ambiente transboradava sempre alegria, bem estar e muito boa relação entre auxiliares e utentes...Era óptimo! =D
Mas lembro-me de um lar em que a minha avó materna esteve em que era maltratada... até tinha feridas nas mãos bem fundas, devido a ter sido cravadas as unhas de uma auxiliar, não descansámos até tirá-la de lá e mete-la no lar onde estagiei...


Adorei o teu post, pois faz-me lembrar a cumplicidade que eu tinha com a minha avó, que era a minha segunda mãe e infelizmente já não está cá... =S




Beijinho S. =D

Diego Cosmo disse...

http://dcosmo.blogspot.com - Constantes reflexões, Rumo a novos pensamentos! "Andarilho"